Outdoor Painel Rodoviário Campanhas Contato
  Área de Atuação Locais Disponíveis Cartazes Exibidos Fale Conosco
  Tabela de Preços   Pacotes Comerciais Localização
  Relação de locais   Utilidade Pública (19 ) 3896-1524
           

     

Circuito das Águas Paulista
Circuito das Flores
Grande São Paulo
Litoral Norte 
 
     

     



Taboão da Serra





Região:Grande São Paulo
Cidade
:Taboão da Serra

Dados:
População: 272.177 habitantes
Área: 20.388 KM²
Gentílico: Taboense

Indicadores:
IDH(2010): 0,769
PIB per Capita(2012): R$ 21.190,22

Fonte: IBGE / 2015


  O início da colonização está ligado à chegada dos jesuítas para catequizar os índios, destacando, o Padre Belchior de Pontes, cujo nome está ligado à região.
Atribui-se o nome de Taboão da Serra aos tropeiros que, no século XIX, geralmente paravam na chamada Baixada do Gomes, quando viajavam do Sul à Capital.
Havia, no local um artesão que trabalhava com o vegetal taboa e mantinha uma pousada para viajantes. Devido ao seu porte avantajado era conhecido como ?Taboão?, passando os tropeiros passaram a chamar a pousada de ?Casa do Taboão?.
Em 1953, a Vila Taboão foi elevada a Distrito, no Município de Itapecerica da Serra, sendo agregado ?da Serra?ao nome, devido à situação geográfica do povoado.

Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Taboão da Serra, pela lei estadual nº 2456, de 30-12- 1953, subordinado ao município de Itapacerica da Serra.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de Taboão da Serra figura no município de Itapecerica da Serra.
Elevado à categoria de município pela lei estadual nº 5285, de 18-02-1959, desmembrado do município de Itapecerica da Serra e parte do distrito de São Paulo, do município de São Paulo. Sede no atual distrito de Taboão da Serra. Constituído do distrito sede. Instalado em 19-02-1960.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.
HISTÓRICO: A história de Taboão da Serra começa por volta de 1910, quando um vilarejo chamado Vila Poá foi instalado nas margens dos córregos Poá e Pirajuçara. No início eram poucas casas, a maioria chácaras que produziam batatas, cenouras e mandiocas, além de diversos pomares e algumas parreiras. Nesta época, a comunidade instalada aqui começou a crescer. Os padres, aproveitando o local arborizado, criaram uma espécie de colônia de férias, onde passavam os fins de semana e desenvolviam atividades esportivas e culturais. Pela localização privilegiada e clima ameno, muitas famílias começaram a se instalar em Taboão. No começo, a Vila Poá era longe de tudo. Não existiam linhas de ônibus e os moradores que precisavam ir até o Largo do Arouche, por exemplo, precisavam ir a pé até o Butantã, de onde partia uma vez por dia uma jardineira levando os moradores da região até o centro da capital paulista. No começo da década de 50, os moradores já chegavam a quase cinco mil moradores, e, em 1953, já éramos um subdistrito de Itapecerica da Serra. Um forte desejo de emancipação começou a surgir entre os habitantes. Várias reuniões começaram a definir o rumo do que viria a ser Taboão da Serra. Um plebiscito foi feito com muita dificuldade graças ao empenho da Sra. Luzia Hellmesteir Jurado, uma das nove emancipadoras de Taboão. Em 1958, a comissão foi até a Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo e protocolou o pedido de emancipação.